ff




Blog do JV - blogdojv@espumoso.net
segunda-feira, 11 de março de 2013
Que mundo é esse?

Vejamos o que aconteceu em São Paulo, cidade distante, mas que nem por isso torna o fato menos importante. Um jovem que trabalhava limpando vidraças, sai de casa por volta das 5:00 horas da manhã de domingo, para mais um dia de trabalho, para economizar e para chegar mais rápido ao seu trabalho, ele sai de bicicleta, tendo que pedalar cerca de 40 Kms para realizar a limpeza nos vidros de um Hospital. Porém este rapaz, não realizou seu trabalho no último domingo e nem o realizará mais, sabem o motivo?
 
Porque de uma balada qualquer saiu um  outro jovem, estudante de psicologia, que segundo a imprensa divulgou, bebeu 3 doses de vodka e um energético. Este rapaz pega seu carro e dirige em direção a sua casa, na estrada perde o controle de seu carro, invade uma ciclovia e atropela o ciclista que se dirigia ao trabalho. Com o choque o ciclista perde o seu braço direito, que acaba entrando dentro do carro. O motorista do carro acelera e vai embora, pois alegou temer ser assaltado naquele local.
 
O  ciclista fica caído na rodovia, é atendido por algumas pessoas, principalmente por um jovem, que tem noções de enfermagem e que enquanto a SAMU não chega, lhe faz massagem cardíaca para o referido ciclista não morrer. Com esta massagem cardíaca o jovem sobrevive, a ambulância vem, leva o rapaz para o hospital e ele sobrevive.

Mais tarde a polícia descobre quem era o atropelador, um jovem que atropelou, não prestou socorro e ao perceber que o braço do ciclista estava em seu carro, resolve se livrar dele atirando-o num rio. Policiais e bombeiros correm contra o tempo, mas até agora não localizam o braço, que se fosse encontrado a tempo poderia quem sabe ser reimplantado, mas não, este jovem que bebeu, dirigiu assumindo os riscos de seus atos, atropelou o rapaz e como se não bastasse tirou a única chance dele ter seu braço direito reimplantado.
 
Não estou aqui para julgar ninguém, quem sou eu para julgar alguém, mas esperava outra atitude de um jovem que estuda psicologia. O atropelamento foi um acidente, mas ele poderia muito bem não se livrar do braço e facilitar as chances do outro rapaz ter uma "vida normal". Escrevo vida normal entre aspas pois as sequelas poderiam ficar, quem sabe com redução de movimentos, mas seria muito menos ruim do que o jovem não ter seu braço. Logo um jovem trabalhador e humilde de repente se ver numa situação dessas.
 
É uma triste História, que poderia ter um desfecho um pouco melhor para ambos os jovens, um por socorrer e o outro por ter a chance de ter seu braço reimplantado. Mas infelizmente não foi assim. Que mundo é esse?

Marcadores:


Postado por J.V. as 21:14 e tem 0 comentarios
0 Comments:

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos



 




 

Últimos Posts

RS é o lanterna em Rodovias asfaltadas
Frase
São Luiz 0 X 5 Internacional
Telhados Ecológicos
Final da Taça Piratini
Novos royalties do Petróleo vão beneficiar 493 mun...
Parabéns Mulher!
Torcidas Organizadas
Morre 241 vítima da Boate Kiss
Perguntinha 1

Arquivos

Maio 2012 Junho 2012 Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Outubro 2012 Novembro 2012 Dezembro 2012 Janeiro 2013 Fevereiro 2013 Março 2013 Abril 2013 Maio 2013 Junho 2013 Julho 2013 Agosto 2013 Setembro 2013 Outubro 2013 Novembro 2013 Dezembro 2013 Janeiro 2014 Fevereiro 2014 Março 2014 Abril 2014 Maio 2014 Junho 2014 Julho 2014 Agosto 2014 Setembro 2014 Outubro 2014 Novembro 2014 Dezembro 2014 Janeiro 2015 Fevereiro 2015 Março 2015 Abril 2015 Maio 2015 Junho 2015 Julho 2015 Agosto 2015 Setembro 2015 Outubro 2015 Novembro 2015 Dezembro 2015 Janeiro 2016 Fevereiro 2016 Março 2016 Abril 2016 Maio 2016 Junho 2016 Julho 2016 Agosto 2016 Setembro 2016 Outubro 2016 Novembro 2016 Dezembro 2016 Janeiro 2017 Fevereiro 2017 Março 2017 Abril 2017 Maio 2017

 

 


WM INTERNET